quinta-feira, 8 de fevereiro de 2007

Morte da Doutrina Anti-Negro
por Jerald e Sandra Tanner

(Este artigo apareceu originalmente em O Mensageiro da Cidade de Salt Lake City 1, dezembro de 1979 ) revisado e traduzido pela equipe do CACP.


--------------------------------------------------------------------------------

David Briscoe e George Buck recorrem a 9 de junho de 1978 como " sexta-feira Preta” porque este foi o dia que os líderes mórmons anunciaram a morte da doutrina anti-preta . Antes dessa época não foram permitidos negros da linhagem africana celebrar o Sacerdócio nem passar pelo templo embora eles vivessem vidas exemplares. A posição mórmon relativo aos negros foi declarada em uma carta escrita pela Primeira Presidência no dia 17 de julho de 1947:

" Desde os dias do profeta Smith até agora, a doutrina da Igreja nunca foi questionada por quaisquer dos líderes da Igreja de que os Negros não são dignos às bênçãos do Evangelho ". (Carta da Primeira Presidência, citada em Mormonismo e o Negro, por John J. Stewart e William E. Berrett, pp.46-47)

Bruce R. McConkie foi apóstolo na Igreja mórmon escreveu em um livro publicado em 1958 o seguinte:

É negados aos negros nesta vida o sacerdócio; de modo algum podem eles mudar esta declaração delegada pela autoridade do Todo-poderoso. A mensagem de salvação do evangelho não é levada afirmativamente a eles...


Afirmativamente os líderes mórmons do passado ensinaram que a doutrina não podia ser mudada. Por exemplo, o presidente Brigham Young afirmou enfaticamente que os negros não poderiam celebrar o Sacerdócio até DEPOIS DA RESSURREIÇÃO:

" Caim matou o irmão dele... e Deus pôs uma marca nele que é o nariz chato e pele preta.. ..Até quando essa raça vai suportar essa maldição terrível que está neles? Essa maldição permanecerá neles, e eles nunca poderão celebrar o Sacerdócio ou poderão compartilhar disto até que todos os outros descendentes de Adão recebam as promessas e desfrutam as bênçãos do Sacerdócio... Até o último descendente dos filhos de Adão for trazido até aquela posição de favorecer, os filhos de Caim, não podem receber as primeiras ordenações do Sacerdócio ". (Diário de Discursos, Vol.7, pp. 290-291)

" Quando todas os outros filhos de Adão tiveram o privilégio de receber o Sacerdócio, na vinda do reino de Deus, e de ser arrebatados dos quatro cantos da terra, e receber a ressurreição dentre os mortos, então será removida a maldição de Caim e de sua descendência... ele é o último em compartilhar as alegrias do reino de Deus ". (Ibid., Vol. 2, página 143)

A Primeira Presidência da Igreja reafirmou os ensinos de Brigham Young em 1949

" A igreja não tem nenhuma intenção de mudar sua doutrina no tocante ao negro”, “Ao longo da história da igreja Cristã original, o negro nunca celebrou o sacerdócio. Realmente não há nada que nós podemos fazer para mudar isto. É uma lei de Deus. '" (Revista de Seattle, Dezembro de 1967, pág., 60)

O apologista mórmon John L. Lund escreveu o seguinte:

" Brigham Young revelou que o negros não receberá o Sacerdócio até o grande tempo depois do segundo advento de Jesus Cristo,.. nossos profetas atuais estão de pleno acordo com Brigham Young e os outros líderes do passado quanto a questão do Negro e o Sacerdócio....
... toda a pressão social no mundo não mudará o que Deus decretou....
" Os profetas declararam que há pelo menos duas especificações principais que têm de ser cumpridas antes dos negros possuir o Sacerdócio. A primeira exigência tem a ver com o tempo. Não será permitido aos negros celebrar o Sacerdócio durante a mortalidade, na realidade, não até depois da ressurreição de todos os filhos de Adão. A outra requer que os negros passem pela mortalidade primeiro antes de possuírem o Sacerdócio.
(A Igreja e o Negro, 1967, pp. 45-48)

Talvez porque os líderes da Igreja acentuaram durante mais de cem anos que os negros nunca poderiam celebrar o Sacerdócio DURANTE A MORTALIDADE, foi que os mórmons ficaram surpresos quando eles apresentaram a morte da doutrina anti-preta. Eles perceberam o fato de que essa mudança tendeu a arruinar o conceito de que eles tinham sido conduzidos por um " profeta " vivo que não pôde “render às pressões do mundo”. Embora a maioria dos mórmons reivindique que eles estão contentes com a mudança doutrinal relativo aos negros, há evidência que a " revelação " veio como um verdadeiro choque. Uma classe da Universidade Brigham Young efetuou uma " pesquisa " por telefone no município de Utah, e 79 por cento dos entrevistados disseram que não esperavam uma mudança naquele momento. Além disso, muitas pessoas compararam isso com a notícia de desastre de algum parente.

" Uns 45 por cento desses que ouviram falar da mudança da doutrina de fontes pessoais expressaram suas duvidas de que a notícia fosse verdadeira.
Outros 40 por cento esperaram isto para o futuro, depois do retorno de Cristo, durante o Milênio, ou ' não nesta vida.”
" Tentando explicar como eles reagiram às notícias, 14 pessoas compararam seu impacto com o assassinato do Presidente John F. Kennedy. Outros 13 compararam isto às notícias da morte de um presidente da Igreja SUD. Oito compararam isto a um desastre natural.. " Outros compararam as notícias com a morte de um membro da família ou amigo, com uma declaração de guerra, ou outro evento” (O Universo Diário, 22 de junho de 1978)

As pessoas mórmons perceberam as profundas implicações doutrinais que esta mudança aparentemente envolveu, e então eles associaram isto com morte ou desastre. SE ELES ESTIVESSEM REALMENTE CONTENTES COM A MUDANÇA, POR QUE ELES NÃO RELACIONARAM ISTO COM UM EVENTO FELIZ COMO MATRIMÔNIO, O NASCIMENTO DE UMA CRIANÇA OU O FIM DE UMA GUERRA? Ao contrário do que diz os líderes da SUD tentando disfarçar o impacto desastroso que esta mudança causou nos membros, eles ficaram realmente chocados com as implicações que dela adveio.



ENSINOS ANTIGOS FICARAM OBSOLETOS ?
Os pronunciamentos e revelações dos líderes mórmons que apoiavam a doutrina anti-preta ficou agora " inoperante ". Embora não tenha usado esta palavra, o Apóstolo Bruce R. McConkie declarou recentemente que os ensinos antigos relativo aos negros eram feitos " sem a luz e o conhecimento que agora possuem":

" Eu gostaria de dizer algo sobre a nova revelação relativo a levar o sacerdócio a todas essas nações e raças.... Há declarações em nossa literatura feita pelos irmãos antigos que nós interpretamos como significando que o negro não receberia o sacerdócio na mortalidade. Eu disse as mesmas coisas, e as pessoas me escrevem cartas dizendo: “Você disse tudo aquilo,e agora o que nós fazemos com tudo isso? E tudo que eu posso dizer quanto a isso... Esqueça tudo o que eu disse, ou que o Presidente Brigham Young ou o Presidente George... disse no passado e que está contrariando a revelação presente. Nós falamos com uma compreensão limitada e sem a luz e o conhecimento que temos agora . e " Não faz a mínima diferença o que qualquer pessoa sempre disse sobre o assunto do negro antes do primeiro dia de junho deste ano (1978). É um dia novo e um arranjo novo, e Deus deu a revelação que esclarece o mundo sobre este assunto agora.

(" Tudo São Semelhantes Até Deus, " pelo Apóstolo Bruce R. McConkie do Conselho dos Doze, pp. 1-2)

Por causa da nova revelação relativa aos negros, Bruce R. McConkie teve que fazer várias mudanças em seu best-seller "Doutrina Mórmon”. Esta não é a primeira vez que Apóstolo McConkie foi forçado a revisar o livro. Em 1958 a edição original foi suprimida porque continha material contra os católicos. Quando a " 25ª Impressão " do livro de McConkie apareceu em 1979, a maioria do material contra os negros foi retirada ou foi mudada. Por exemplo, a seção: " NEGROS” " (pp. 526-28 da nova impressão ) fora completamente reescrita e já não contém a declaração de McConkie de que os negros não são iguais a outras raças. Nem contém a explicação longa de McConkie de como os negros eram " menos valorosos " na preexistência e então tiveram " impostas restrições espirituais durante a mortalidade...



Na edição de 1958, na página 314, o Apóstolo McConkie mudou as declarações a respeito dos negros de forma que não se lê que " os negros são amaldiçoados' com uma pele preta. Na impressão de 1979 McConkie ainda fala de " pele escura”, mas ele chama isto de “marca " em lugar de " maldição ". “Deus colocou em Caim uma marca de uma pele escura, e ele se tornou o antepassado da raça “negra”.
Embora nós acreditamos que Apóstolo McConkie tenha o direito de mudar seus próprios escritos, no entanto sentimos que estas mudanças tendem a arruinar a reivindicação dele de ter, como diz a teologia mórmon, " as chaves do reino de Deus na terra ". (Doutrina mórmon, impressão 1979, página 45). Em todo caso, parece que McConkie terá que revisar mais algumas vezes o seu livro. Embora ele aparentemente tenha tentado remover todo o material desfavorável aos negros, parece que a seção intitulada, SISTEMA de CASTA ainda contem resquícios desta doutrina racista:

" Porém, em geral, o sistemas de casta têm sua raiz e origem no próprio evangelho... as restrições de...segregação são certas e próprias e têm a aprovação de Deus. Para ilustrar isso: Caim, e sua descendência que são os negros foram amaldiçoados com uma pele preta, a marca de Caim, assim eles podem ser identificados separadamente como uma casta, pessoas com quem os outros descendentes de Adão não deveriam casar dentro da família ". (Doutrina mórmon, 1979, página 114)



A NOVA REVELAÇÃO QUESTIONADA
Por volta de julho de 1978 “O Mensageiro da Cidade do Lago Salgado” trouxe a seguinte notícia: " Uma coisa que deveria ser notada sobre a nova revelação é que a Igreja não tem produzido uma cópia dela. Tudo que nós temos é uma declaração pela Primeira Presidência que diz que uma revelação foi recebida ".



Nós acreditamos piamente que o presidente Kimball ou qualquer outro líder mórmon não produzirá uma escrita desta nova revelação sobre a liberação do sacerdócio aos negros. O que provavelmente aconteceu foi que os líderes da Igreja perceberam finalmente que eles já não podiam reter mais a doutrina anti-preta sem danificar a Igreja. Dado estas circunstâncias eles foram pressionados pelas circunstâncias, e por isso a doutrina teve de ser mudada e esta pressão eles chamaram de “revelação de Deus”. Em uma carta ao Editor da Tribuna de Lago Salgado, 24 de junho de 1978, Eugene Wagner observou “... esta mudança na doutrina realmente era uma revelação de Deus, ou os líderes da igreja agiram por conta própria? Por que eles não publicam aquela revelação e deixaram que Deus falasse nas próprias palavras Dele? Tudo que nós vimos foi uma declaração da Primeira Presidência, e isso não é como uma revelação. Quando Deus fala, o começo da revelação vem com as palavras: " Assim diz o Senhor... Parece que quando Deus decide mudar uma doutrina de tão grande importância é óbvio que ele falará também com as pessoas da igreja Dele. Se tal revelação não pode ser apresentada aos membros é óbvio que a primeira presidência agiu por conta própria, provavelmente debaixo do medo da pressão pública, para evitar problemas de conseqüências sérias e manter a paz e a popularidade com o mundo. '"

Na 148ª Conferência Semi-anual da Igreja mórmon, foi pedido aos membros da igreja que aceitassem esta revelação como a “palavra de Deus, " mas o único documento apresentado às pessoas foi a carta da Primeira Presidência, datado em 8 de junho de 1978 (veja A Bandeira, Nov. 1978, pág., 16).
No dia 2 de junho de 1979 a Seção de notícias da Igreja informou que a declaração da Primeira Presidência contando a revelação que estende o sacerdócio para os membros masculinos dignos da Igreja também seria acrescentado em Doutrina e Convênios . O leitor notará que é só a " declaração.. contando a revelação " que será acrescentado à Doutrina e Convênios. Alguns mórmons disseram que o poder de Deus foi manifestado como no dia de Pentecostes quando o Presidente Kimball deu a " revelação ". No entanto o próprio Kimball parece dispersar esta idéia. " Durante algum tempo depois que a doutrina anti-preta foi mudada, os líderes mórmons eram ainda relutantes em informar as próprias pessoas dos detalhes que cercaram a " revelação ". Finalmente, seis meses depois do evento, o pessoal de “Notícias da Igreja “perguntou ao Presidente Kimball se ele se preocupava em compartilhar com os leitores sobre as notícias da igreja ou mais qualquer informação sobre as circunstâncias debaixo da qual ocorreu. A resposta do presidente Kimball é muito reveladora. Ele não faz nenhuma referência a uma voz ou qualquer revelação escrita. Na realidade, a declaração dele dá a impressão que era só um sentimento ou uma “garantia” que ele recebeu:

" Presidente:.... Nós celebramos uma reunião regular do Conselho dos Doze no templo. Nós consideramos isto com muita seriedade e meditando em oração. " Eu pedi aos Doze para não irem para casa. Eu disse, ' agora vocês estariam dispostos a permanecer no templo conosco? Eu ofereci a oração final e falei para Deus se não estivesse correto, se Ele não quisesse esta mudança na Igreja que eu iria ser fiel a Ele o resto de minha vida, e eu lutaria contra todo mundo se fosse isso que Ele queria. " Nós tivemos este círculo de oração especial, então soube que o tempo tinha vindo. Claro que eu tive que lutar em grande parte contra isso , porque tinha crescido com este pensamento de que negros não deveriam ter o sacerdócio e eu estava disposto a ir até a morte por isso. Mas esta revelação e garantia vieram tão claramente a mim que não houve nenhuma pergunta sobre isto. (Notícias de Deseret, Seção de Igreja, 6 de janeiro de 1979, página 19)

O apóstolo Bruce. McConkie contou como a " revelação " foi recebida. A descrição dele indica que não houve nenhuma revelação falada ou escrita, só um sentimento " muito bom ":

" O resultado foi que o Presidente Kimball soube, e cada um de nós soubemos, independente de qualquer outra pessoa, por revelação pessoal , que o tempo tinha vindo e o evangelho estenderia todas as suas bênçãos agora... para todas essas nação,... inclusive a raça negra.... era uma revelação de tal importância; que inverteria a direção inteira da Igreja... Deus poderia ter enviado os mensageiros do outro lado para entregar isto, mas ele não fez. Ele deu a revelação pelo poder do Espírito Santo. Muitos santos desejam aumentar e reconstruir o que aconteceu e eles se encantam em pensar em coisas milagrosas.Talvez alguns deles gostariam de acreditar que Deus estivesse lá, ou que o Profeta Joseph Smith veio entregar a revelação... que era uma possibilidade. Bem, estas coisas não aconteceram. As histórias ao contrário não são com efeito realísticas... Eu não posso descrever em palavras o que aconteceu; eu só posso dizer que aconteceu e que pode ser conhecido e só pode ser entendido pelo sentimento que pode entrar no coração do homem. Você não pode descrever um testemunho a alguém ". (Tudo é semelhante a Deus)

Por causa das circunstâncias das quais a revelação sobre os negros veio muitas pessoas recorreram a explicação disto como “uma revelação de conveniência”. Nós nunca poderemos saber todos os detalhes que levaram o Presidente Kimball a buscar esta revelação, mas é óbvio que era o resultado de muitas pressões de diversas partes. Por exemplo, a Igreja no Brasil estava em sérios apuros pois a diversidade racial era imensa pois a maioria dos membros da Igreja neste país era de sangue negro. Também há fontes de dentro da igreja que dizia que os lideres estavam preocupados pois iriam perder sua isenção de imposto sobre suas propriedades que possuíam nos Estados Unidos por causa desta discriminação racial. Estes foram provavelmente alguns de muitos fatores que pesaram na decisão para admitir negros no sacerdócio.

35 comentários:

Jean Carlos disse...

Sou Mórmon, e na Igreja aprendemos o seguinte: que tudo que edifica vem de Deus. Você critica uma coisa que você não conhece, e com isso acaba espalhando muitas falsidades a nosso respeito. Lembre-se do mandamento: Não levantarás falso testemunho contra teu próximo. Suas críticas não edificam em nada, apenas destroem.

IsaSantos disse...

A IGREJA MÓRMON ENSINA QUE TUDO QUE EDIFICA VEM DE DEUS... MAS A PALAVRA DE DEUS ENSINA QUE:

Todos os caminhos do homem são puros aos seus olhos, mas o SENHOR pesa o espírito.
Provérbios 16:2

Há um caminho que parece direito ao homem, mas o seu fim são os caminhos da morte.
Provérbios 16:25

Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.
Mateus 7:15

IsaSantos disse...

JESUS ESTÁ VOLTANDO, VAMOS SER HONESTOS, VCS MÓRMONS ESTÃO MESMOS DISPOSTOS A ARRISCAR SUA SALVAÇÃO ENTREGANDO-A ASSIM NAS MÃO DE HOMENS SÓRDIDOS? PENSEM BEM, SERÁ QUE DEUS SE AGRADA DO FATO DE VCS NEGAREM A PALAVRA DELE, DETURPAREM A PALAVRAS DELE E AINDA COLOCAR UM LIVRO HERÉTICO À FRENTE DA PALAVRA DELE??? QUANDO EU ERA MÓRMON TBM ACREDITAVA QUE ERA A IGREJA VERDADEIRA, MAS NÃO PODE HAVER DUAS VERDADES!!! OU ESTAMOS COM DEUS OU NÃO! A COISA QUE SATANÁS MAIS QUER É QUE VCS CONTINUEM PENSANDO QUE A BIBLIA NÃO MERECE CONFIANÇA PQ ASSIM SUA MENTE NUNCA SERÁ RESTAURADA E VCS NUNCA VÃO SER TOCADOS PELO ESPIRITO SANTO.
OLHER OQ A BIBLIA DIZ:

Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!
Isaías 5:20

A SUD TEM TODA UMA APARÊNCIA DE BOA, MAS, É COMO OS SEPULCROS CAIADOS AOS CAIS SE REFERIU JESUS, PENSEM NISSO.

lane disse...

Tenho certeza de que toda decisão, que vamos tomar em nossas vidas, tem que ser feita com muito raciocínio, temos que ponderar muito investigar, pesquisar participar e só assim fazê-la, um exemplo disso e o batismo que o primeiro passo, e o mais fácil , o difícil e perseverar ate o fim, todos sabemos que não vai ser fácil o caminho e árduo e muito difícil seguir regras, ninguém consegue sequer seguir os mandamentos que Jesus o único e verdadeiro mestre nos deixou, e muito mais fácil dizer que a igreja não e verdadeira do que seguir rígidas doutrinas, certamente este não perseverou, ao contrario destes peso ao pai que me de forças para perseverar ate o fim e sabedoria para discernir o que e minha fraqueza e o que e inverdade , eu venho em paz respeitando todas as doutrinas desejo muita paz aqueles que nem me conhecem mais já não gostam de mim só pelo fato de eu ser uma mórmon, eu espero que coisas maravilhosas aconteça com vocês quem sabe assim dedicaria seu tempo praticando o bem ao invés de pensar mal do que quer seja um abraço e muiiiita paz nany

Erika Strassburger disse...

Alguem disse aí: "continuem pensando que a bíblia não merece confiança"... Puxa, que grande mentira! Sou professora de doutrinas do Evangelho na Igreja e acabamos de encerrar o estudo do Velho Testamento. Nós estudamos este livro durante o ano passado todo. Neste ano iniciamos o estudo do NOvo Testamento. Se a bíblia não merece confiança para nós, então somos todos uns trouxas que desperdiçamos dois anos (em cada quatro anos) com algo "sem valor".

Olha, senhor fulano que criou este blog, cada palavra escrita aqui, cada mentira, acusação falsa, incitação à persiguição e ao preconceito, será apresentado contra ti no grande tribunal do Senhor. Boa sorte! Ou melhor, arrependa-se, enquanto é tempo, pois foi por isso que Cristo fez a expiação, para permitir que pessoas julgam seu próximo usando uma balança quebrada voltem a Ele, e deixem seu próximo viver em paz.

bruna disse...

Essa postagem está confusa, eu sou membro da igreja, e conheço as escrituras e o livro de mórmon, e sei que a interpretação de vcs está completamente errada, sempre existiram negros na nossa igreja. A parte de Caim, ele foi amaldiçoado, pois ter pecado, mas os outros negros nao e nenhum negro nasce com pecado por ser descendente de Caim, pois se isso fosse a realidade, os brancos tambem nasceria com um pecado, por serem descendentes de Adão, que comeu o fruto do pecado.
Quanto a parte q fala sobre Richads ele disse aquilo por parte dele, pois vcs mesmos disseram que nas escrituras dizia q se aceitaria qualquer tipo de criatura.

Vozes de Minha Alma disse...

Filho do Homem,
De formação cristã, trato de conceitos religiosos conforme são concebidos pela visão de cada credo, e procurando manter imparcialidade, quanto à questão em si, pois geralmente tais assuntos são tratados segundo a visão de quem discute, havendo prejulgamentos e daí descambando para “guerras santas”.
Ao ser educado em certas tradições, a princípio, dificilmente nos aproximaremos de outros conceitos, que sejam o oposto da cultura religiosa a qual fomos educados.
A fé é definida como uma certeza de foro íntimo, que dispensa provas, uma convicção arraigada na consciência durante nossos primeiros anos de vida em grupo.
A fé pressupõe confiança e certeza irrestrita. Certeza num deus, num ser superior, o princípio, o meio e o fim.
A fé fortalece o homem, da-lhe coragem e ousadia em um determinado propósito a ser alcançado.
Também fornece consolo, paz, submissão, e alegria nos momentos mais cruciais quando se está debaixo de uma opressão, de uma enfermidade, e de algum mal oriundo de agentes interno e externo.
No entanto essa fé que possui um ingrediente benéfico pode ser manipulada ao ponto de levar o crente a uma absoluta cegueira no que tange ao discernimento sadio e coerente com as propostas humanitárias de tal credo.
Com ordens fanáticas em nome de tal divindade, de tal messias, de tal profeta, de tal governo teocrático, e porque não de tais governos democráticos, os mais egrégios guias do rebanho tal, lançam-se em uma eterna guerra santa, na mais devastadora destruição e genocídio que se possa imaginar.
Com intransigência, truculência, e em conceitos irredutíveis, os auto proclamados e aclamados “senhores da verdade absoluta”, outorgaram para si, à primazia e o direito de serem os únicos herdeiros da verdadeira confissão religiosa na face da terra.
Uma verdadeira Babel mística envolve a grande massa num enorme caldo de efervescência e divergência religiosa.
Com todo esse complexo mundo de religiosidades, era de se esperar que o amor e o pacifismo ditassem as regras no seio da tão sofrida humanidade.
Aliás, guerras, inquisições, perseguições, torturas, lágrimas e banhos de sangue, complementaram os dogmas impostos à força aos “não convertidos” e “hereges”, mesclando de uma forma assustadora a questão política baseada em supostas revelações e visões, quanto a autoridade recebida por um corpo eclesiástico.
Portanto, há que se respeitar as diferenças, sempre levando-se em conta, que o que dita a conduta de um crente, é sua fé.
Essa fé creio eu, pautada no amor e não no medo, nem no autoritarismo, nem na imposição, e nem mesmo no monopólio exclusivista que poda o livre entendimento individual do sagrado.
Se os crédulos fanáticos fossem menos presunçosos, arrogantes e egoístas, e sem pretenderem possuir a “verdadeira mensagem divina”, com certeza, muita carnificina teria sido evitada, e então, poder-se-ia dizer que o homem fez jus à sua criação como filhos livres de um Supremo Criador.
Portanto, um asbraço, e seja bem vindo quando quiser aparecer. Te sigo nesse blog.

IsaSantos disse...

Erika, fui mórmon durante anos e tbm fui professoara na sud, sei oq estou dizendo.
Vc podem estudar a Biblia de capa a capa, mas quando colocam o ldm como revelação atual de Deus aos homens automaticamente estão ignorando tudo oque a Biblia ensina.
Primeiro, basta saber quem foi Joseph Smith pra saber que o mormonismo é um embuste de satanás.
Segundo, se o ldm foi mesmo inspirado por Deus, que direito Smith teria em vender os "direitos autorais do mesmo????
Não consigo imagina alguém querendo lucrar vendendo direitos autorais de revelações de Deus!!!

Val Soares disse...

Se é mentira, pq os negros mórmons atuais se casam com brancos pra quebrar a maldição ???
Isso é o pior do mormonismo, as mentiras disfarçadas. Pena que os mórmos mais novos não conhecem sequer um décimo da história da sud.

MISSIONÁRIO DA VERDADE disse...

Olá.


Sou membro da igreja há 22 anos e sei que ela Não é verdadeira pelos motivos expostos no meu blogue
www.testemunhosud@live.com.pt

Actualmente continuo a frequentar a igreja mesmo não acreditando nela. Todos os primeiros domingos de cada mês vou ao pulpito prestar meu testemunho contra a igreja e isso está a deixar os lideres furiosos comigo.

Na minha Ala todos conhecem o meu blogue.
Por isso, Gostaria de convidar vc a colocar sua foto no meu blogue onde diz:

"testemunhos com seriedade que a igreja sud NÃO é verdadeira"

Ficarei grato.

Abs.

Marcos Bittencourt disse...

Enquanto vocês deste blog ficam perdendo tempo procurando mentiras para encher a mente dos que pouco sabem a respeito da Verdadeira Igreja, nossos missionários estão de porta em porta pregando o Evangelho da Salvação.
A propósito a unidade que eu frequento é um Ramo que nos próximos meses se transformará em uma Ala e em seguida iniciará a construção de mais uma Capela na cidade, é tanto progresso que vou até parar de escrever pois tenho que fazer umas visitas... tchau.

Sei lah disse...

por que inves de voce ficar criticando a igreja não cuida da sua vida pois não tem ideia da coisa ridicula q você está a fazer com essas criticas sem fundamentos pois quem é menbro e tem seu testemunho e meu caso acredito e senti no seu coração e em sua mente que todas as coisas na igreja são verdadeiras pois todos nos perguntamos se aquilo que a igreja ensina e verdadeiro então se você não acredita é porque não perguntou e se voce pergunto e mesmo assim não acredito é porque não pergunto com fé acredito que seria respondido. Mais uma coisa Mentira são as coisas que você escreve sobre a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Ultimos dias.
Para Você que esta falando que os menbros da igreja Acreditam eu mentiras fica essa mensagem
Deus é so um em nosso igreja não adoramos imagem não estorquimos dinheiro de ninquem ninquem é maior do que ninquem todos nós somos filhos de Deus então pare de falar essas coisas sobre a igreja dele e vai procurar saber as verdades antes de falar mentiras

IsaSantos disse...

para os que acham q pq "sentiram em seu coração" q a sud é igreja, os q obtiveram o "testemunho" disso apenas por sentimentos, vejam oq a Biblia diz sobre isso:

" Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?" Jeremias 17:9

"Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte." Provérbios 14:12


Eu prefiro confiar no que a Biblia diz.

FAMEPIRS FREESHOP ONLINE disse...

Parabéns pelo Blog. Não ligue para as pessoas que aqui postaram os seus comentários refutando a sua matéria. É assim mesmo. Ninguém gosta de aceitar num primeiro momento quando as suas convicções são colocadas em xeque. Porém, em se tratando dos SUD, são provas inegáveis, isso mesmo, são inegáveis as provas históricas documentadas nos escritos SUD em que se contradizem, e mais confundem seus adeptos do que esclarecem o que realmente agrada a Deus. Tenho estudado o LDM e nele mesmo tenho encontrado contradições em seus textos e também em relação às doutrinas hoje praticadas nas igrejas SUD. São muitas, mas muitas mesmas as contradições em todas as literaturas dos SUD e mais alarmante ainda é saber que mesmo provando com os próprios escritos dos SUD, eles não enxergam os seus escândalos escriturísticos. Até uma criança que cursa a 5º série colegial identificaria as distorções em apenas uma rápida leitura de uma página de redação SUD. Concluo assim, se seguem o LDM, são mórmons, mas se não seguem o LDM, creio que eles inventaram uma nova religião e não sabem ainda que nome darão a ela.

david oliveira disse...

olha sou negro sim e nunca fui maltratado pela minha cor na igreja SUD vai assitir novela que é disso que você gosta

david oliveira disse...

olha sou negro sim e nunca fui maltratado pela minha cor na igreja SUD vai assitir novela que é disso que você gosta

moroni disse...

isa eu acredito no poder da oração e sei que voce tambem sabe. Peça a Deus que Ele te responderá toda a verdade que precisa saber. Abraços

ElderShunned disse...

SUD = Heresia organizada!

O grande comflito disse...

Sou uma mormon um pouco afastada pois tenho muitas duvidas,gostaria de saber porque os sud sao tao obsecados pela igreja e nos fazem sentir culpa por faltar as reunioes ,me sinto perdida me ajudem.obrigado.

Mormon de Carteirinha disse...

Há Há Há Isso msm!! Agora nao eh hora de perder tempo valioso, o de se preparar com o encontro com Deus, com besteiras e pessoas a servico de Satanás que querem destruir a verdadeira e viva Igreja de Jesus Cristo!! O máximo que elas conseguem eh confundir os de testemunhos enfraquecidos!!

Alexandresantos Nunes disse...

Eu fico impressionado em ver como as tais pessoas continuam seguindo uma seita cheia de doutrinas estranhas aos ensinamentos de Cristo- Será que preferem continuar cegos...Acho que a maioria continua por causa das amizades. Mas lá dentro existe uma panelinha danada! Eu quero é distancia.

Alexandresantos Nunes disse...

Esta é a seita mais atrapalhada e que já ví! era bom se eles ensinassem antes de batizar as pessoas sobre quem foi Joseph Smith, sua mentiras, seu arem e a sua carreira frustrada de maçom, que hoje em dia os adeptos carregam nos garments=roupa íntima, símbolos copiados da maçonaria! E no templo matriz deles tem muita simbologia que são ligadas a pactos satânicos- quem quiser comprovar é só pesquisar a fundo e verá muitas patifarias que eles tentam ocultar.

jacivan bacelar disse...

AMIGO NÃO TENHO CONHECIMENTO DA TUA CRENÇA OU IDÔNEADADE,MAS POSSO LHE AFIRMAR,QUE DEUS É NOSSO PAI E QUE CRISTO VEIO A TERRA COMO HOMEM,IGUAL A MIM,E A VOCE,NARCEU DE UMA MOÇA VIRGEM PELO PODER DO MESMO DEUS QUE TE SUSTÉM.QUE SUA IGREJA ESTÁ NA TERRA,E QUE TEMOS UM PROFETA VIVO ASSIM COMO MOISES,ABRAAO,ISAC E JACO,E RECEBE REVELAÇÃO PARA ORIENTAR A HUMANIDADE.POR ISSO ALGUMAS COISAS QUE ACONTECIA NO PASSADO NÃO EXISTE MAIS NA IGREJA.POSSO LHE DAR UM EXEMPLO:NO INICIO DA IGREJA EXISTIA POLIGAMIA ENTRE OS MENBROS,EM UMA REVELAÇÃO MODERNA ISSO FOI DISCONTINUADO POR DEUS.O SENHOR DISSE QUE UM HOMEM SÓ PODERIA TER UMA MULHER.UMA IGREJA QUE RECEBE REVELAÇÃO E UMA IGREJA VIVA UMA IGREJA DE MUDANÇA. AIGREJ MUDA DE ACORDO COM A VONTADE DE DEUS. TESTIFICO A VOCÊ EM NOME DE JESUS CRISTO " AMEM "

Oky disse...

Eu pesquisei e realmente josé smith foi um grande mentiroso e os outros que o seguiram também. Fiquei muito magoado ao comprovar tantas mentiras,e são comprovados com documentos,por exemplo o livro de Abraao foi descoberto pelos egiptolõgos que na verdade é o livro dos mortos e o que Tem feito a igreja? nada continua mantendo as mentiras. Na minha época não havia tantas informações como aos que temos hoje e muitas vezes eu não ligava aoS comentários,como por exemplo que josé smith foi mason.Outra coisa que também me deixou de boca aberta é descobrir que o atual profeta T.S.Monsom nunca serviu uma missão que é obrigatória para os homens solteiros,eu mesmo fui muito criticado por não querer servir,acreditem alguns membros até me ignoravam por isso. É uma religião de tanta hipocrisia que chega doer. Hoje eu realmente estou convencido que não é verdadeira é uma fraude,é uma triste verdade mas é a verdade.

Jorge Delmar disse...

Que coisa feia espalhar o radicalismo maldizer a fé alheia.
Respeite quem pensa diferente de você.
É blogs como esse que alimentam os ignorantes fundamentalistas.

Daniel Figueiredo disse...

O mais engraçado é que todas as afirmações e citações contidas nesse texto são de fontes não oficiais da Igreja. Assim fica fácil falar qualquer besteira. E o pior é tem gente que acredita em coisas assim. Se tais afirmações estivessem contidas em documentos,livros ou revistas oficiais da Igreja, tudo bem. Mas a questão é que nenhuma é, portanto não é verdade. Fontes inseguras de informação só trazem mentiras. Afinal, se você vivesse á dois mil anos e quisesse saber um pouco mais sobre Jesus Cristo, você perguntaria a Judas Iscariotes ou aos outros apóstolos? Enfnim... Se vocês realmente querem buscar a verdade, procurem em fontes seguras, não em fontes não oficiais. Aliás, para melhor entenderem essa situação, eis aqui um comentário muito interessante de um líder negro da Igreja a respeito desse assunto: (LEIA NO PRÓXIMO COMENTÁRIO)

Daniel Figueiredo disse...

OS NEGROS E O SACERDÓCIO:
A questão do racismo sempre foi algo bastante sensível e polêmico na sociedade de uma forma geral.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tem sido bastante difamada também por essa questão. Muitos, injustamente, tem acusado a Igreja de ser racista. Muitos têm-se aproveitado da falta de clareza disso para hipocritamente disseminar inverdades.

A grande acusação que nos fazem é do por que de todos os negros só receberam o sacerdócio de Melquisedeque a partir de 1978. Muitas falácias e deduções arbitrárias têm sido escritas a partir de então.

Em primeiro lugar, sempre houve membros da igreja negros antes de 1978.

O fato de negros de origem africana não receberem o sacerdócio de Melquisedeque antes disso nunca impediu que outros negros de origem polinésia ou asiática, por exemplo, terem-no recebido.

Muitos têm-nos imputado que defendemos a teoria de que as pessoas que nasceram com a pele negra foi devido não terem optado no grande conselho dos céus, nem por Cristo, nem por Lúcifer. Isso também não é verdade. A igreja nunca ensinou isso e muitos foram os profetas que abertamente repreenderam toda e qualquer insinuação nesse sentido.

Muitos membros da Igreja são negros e ocuparam e ocupam posição de destaque na liderança desta em todo o mundo. Presidente Helvécio Martins, um negro, inclusive, serviu como autoridade Geral da Igreja no Brasil, sendo a maior autoridade desta para o Brasil na década de 90'. Alto funcionário da Petrobrás, foi batizado na Igreja e permaneceu por anos aguardando receber o sacerdócio de Melquisedeque, de acordo com a presciência e desígnios de Deus.

A Igreja desde seu início, em 1830, sempre defendeu os negros contra as discriminações presentes na sociedade americana daquela época. Por que, então, têm-se falado que A Igreja assumiu posições racistas?

A questão principal, entretanto, sempre foi um preconceito contra a Igreja, ou seja, buscar algo que possa escandalizar ou menosprezá-la. Para isso, muitos usam de todos os argumentos possíveis, mesmos que estes não sejam pautados pela ética, coerência e honestidade.

O racismo, como muitos nos acusam, nesse assunto, nada mais é do que a contextualização do que pode ou não pode de acordo com a vontade absoluta e sábia de Deus.

Somos acusados de racismo porque por muitos anos, os negros, membros da Igreja, não receberam o sacerdócio de Melquisedeque. Concluem assim os críticos, que a Igreja é discriminadora e segregacionista. Entretanto, todas essas falsas acusações estão longe da verdade e da coerência com o evangelho de Jesus Cristo.

VEJA NO PRÓXIMO COMENTÁRIO...

Daniel Figueiredo disse...

eja por exemplo, uma situação análoga, como a da escravidão. Pode algo, segundo nossa concepção humana ser mais degradável que a escravidão com todos os seus horrores e misérias? Todos não condenam a escravidão? Isso também não é uma segregação racial: Homens que se consideram mais que outros?

Pois bem, Jesus, quando esteve entre nós, no meridiano dos tempos não combateu a escravidão.

Ao contrário, o seu evangelho pregou que os escravos deveriam estar sujeitos aos seus senhores. O máximo até onde o evangelho foi está na recomendação de que os senhores tratassem melhores seus escravos e estes não se rebelassem contra seus senhores.

"Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo". (Efé. 6:5).

"Vós, senhores, dai a vossos servos o que é de justiça e eqüidade, sabendo que também vós tendes um Senhor no céu". (Col. 4:1)

"Todos os servos que estão debaixo do jugo considerem seus senhores dignos de toda honra, para que o nome de Deus e a doutrina não sejam blasfemados". (Tim. 6:1).

"Exorta os servos a que sejam submissos a seus senhores em tudo, sendo-lhes agradáveis, não os contradizendo" (Tito 2:9).

"Vós, servos, sujeitai-vos com todo o temor aos vossos senhores, não somente aos bons e moderados, mas também aos maus" (I Ped. 2:18).

Ou seja, a Igreja primitiva, não combateu o que certamente era um segregação racial, muito mais forte que apenas a cor da pele.

Portanto é contraditório, levantar uma bandeira em defesa dos negros e relegar a mesma na situação dos escravos à época de Cristo.

Qualquer um, sem preconceito, com isenção de ânimo, sem partidarismo, vê de forma clara que a Igreja cristã primitiva não combateu a escravidão em sua época. Isso é um fato, inclusive, comentado por vários estudiosos cristão-evangélicos.

CONTINUA NO PRÓXIMO COMENTÁRIO

Daniel Figueiredo disse...

O máximo que a Igreja primitiva fez foi pedir para os senhores serem brandos com os escravos e esses servirem sem questionar seus senhores.

Não seria melhor, em nossa "justiça humana" que Jesus ensinasse aos senhores cristãos que libertassem aos seus escravos?

Entretanto, isso não foi ensinado...

O fato é que continuaram a existir cristãos-senhores e cristãos-escravos.

Pergunto: Isso não é segregacionar? Não é discriminar? Uns serem senhores com privilégios, riquezas, poder, fartura, enquanto outros viverem na miséria e pobreza por serem uns senhores e outros escravos? E ainda todos serem cristãos...?

Por que Jesus não pregou o fim da escravidão?

Porque os críticos, com a mesma ênfase que dão contra a Igreja, não acusam Jesus de segregacionista ou mesmo de racista, já que os senhores julgavam-se acima de seus semelhantes, os escravos e isso não foi combatido, ao contrário, foi aceito e ratificado em seu evangelho?

Os textos da Bíblia, inclusive, que exprimem essa condição serviram por séculos para adornar e sustentar a discriminação racial que permeou muitas denominações cristãs, dentre elas católicos e protestantes que usaram esses e outros textos para sustentarem a escravidão. Muitos críticos que hoje nos acusam, são membros de igrejas que defenderam fortemente a escravidão tendo como base o evangelho...

O profeta Joseph Smith, ao contrário, sempre foi um defensor dos negros.

Numa época em que a escravidão dos negros era algo integrante e comum em toda a sociedade, ele declarou:

- Eu aconselhei (os donos de escravos) para trazerem seus escravos a uma nação livre e libertá-los, educá-los e dar-lhes direitos iguais".(Compilation on the Negro in Mormonism, p.40) (1842)

- "Eles (Os negros) vieram ao mundo escravos, mental e fisicamente. Mudem suas situações com os brancos, e eles serão como eles. Eles têm almas e são sujeitos à salvação. Vá para Cincinnati ou qualquer cidade, encontre um Negro educado, que dirige em sua carruagem, e vocês verão um homem que se elevou através de sua própria mente ao seu exaltado estado de respeitabilidade". (1844)

CONTINUA NO PRÓXIMO COMENTÁRIO...

Daniel Figueiredo disse...

- "A Declaração de Independência 'sustenta serem estas verdades auto-evidentes: que todos os homens são criados iguais; que são investidos pelo seu criador com certos direitos inalienáveis, que entre esses estão a vida, liberdade e busca de felicidade.' Mas, ao mesmo tempo, alguns dois ou três milhões de pessoas são detidas como escravas nesta vida porque os seus espíritos são revestidos por uma pele mais escura que a nossa...A Constituição dos Estados Unidos da América quer dizer exatamente o que diz sem referência à cor ou condição, ad infinitum!" (Messages of The First Presidency 1:191-2) (1844)

- "Quebrai as correntes do pobre homem Negro e empregai-o no trabalho como qualquer outro ser humano." (History of the Church 5:209) (1844) [traduções de Marcelo Silva]

Jesus, ainda por outro lado, poderia também receber a mesma acusação (segregacionista) por discriminar os samaritanos. Afinal, Ele disse que veio somente para pregar o evangelho as ovelhas perdidas da casa de Israel e proibiu aos discípulos de pregarem em Samaria.

"E eis que uma mulher Cananéia, provinda daquelas cercania, clamava, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de mim, que minha filha está horrivelmente endemoninhada. Contudo, Ele não lhe respondeu palavra. Chegando-se, pois, a ele os seus discípulos, rogavam-lhe, dizendo: Despede-a, porque vem clamando atrás de nós. Respondeu-lhes ele: Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. (Mat. 15: 22-24)

Jesus, posteriormente, na sequência, pela Sua imensa misericórdia, acabou atendendo aquela mulher. Mas, a posição Dele em não atender, senão aos israelitas, é evidentíssima nessa escritura.

Isto também não se enquadraria em uma discriminação para com os samaritanos? Não poderia ser dito que isto fora uma posição preconceituosa?

Jesus ao chamar os samaritanos de cachorros, "que comem migalhas da mesa do dono", não poderia também ser visto como uma discriminação ao povo de samaria?

"Ele, porém, respondeu: Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos" (Mat. 15:26)

Observe que, depois Ele mudou, quando enviou seus discípulos pregarem a todos, inclusive, samaritanos, mas até aquela altura, era somente para os israelitas.

Então, se os críticos não usassem de dois pesos e duas medidas para com os Mórmons, viriam de forma clara, lúcida - e sem, isto sim, preconceito - a essência do evangelho de nosso Salvador Jesus Cristo.

Tudo está, na verdade, contextualizado segundo Deus. Ele sabe os porquês de todas as coisas e desde que estejamos em comunhão com seu evangelho, com sua santa Igreja e com o Espírito Santo, compartilharemos dessa mesma verdade.

Aliás, se a questão é a cor da pele, fazendo com que a cor seja o referencial para o racismo, teríamos que considerar que a cor branca também serviu de referencial para castigo quando o Senhor amaldiçoou Miriã, a irmã de Moisés.

"...e eis que Miriã se tornara leprosa, branca como a neve; e olhou Arão para Miriã e eis que estava leprosa (Núm. 12:10).

É interessante notar que dessa feita, o Senhor usou a pele branca para servir de maldição. E até hoje, não vi ninguém defender os brancos, acusando os negros de racismo porque esta (Miriã) quando amaldiçoada, tornou-se branca...

Os desígnios de Deus, sua sabedoria, sua inteligência está acima de todos nós. Não adianta buscarmos dois pesos e duas medidas para estabelecermos nossos ponto de vistas a fim de denegrir um povo temente ao Senhor, quando a sabedoria e orientação divinas fazem diferente:

"Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Porque, assim como o céu é mais alto do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos" (Is. 55:8-9)

A questão do sacerdócio não ter sido concedido aos negros até 1978 é um assunto doutrinário e jamais racista ou discriminatório. No próximo artigo sobre o tema, falaremos sobre isso.

rogerio disse...

essa seita na verdade odeia negros e oprimem as mulheres.parabéns pelo blog

Wanya França disse...

Logo quando decidir ver seu perfil , me deparo com uma escritura usado por muitas outras religiões para atingir a doutrina Mórmon "... seja anátema " . Para quem estudou seminário e Instituto deveria saber que está escritura foi usada nos tempos que os discipulos lutavam para prevalecer o evangelho e Jesus Cristo, pois outras doutrinas estavam surgindo naquela época. Mais uma escritura é cumprida nos tempos de hoje, "doutores irão usar escrituras passadas para contradizer ensinamentos atuais ."

Francisco disse...

Percebe-se seu erro até no português,vc diz escaneando, querendo dizer escarnecendo. Só existe um evangelho que está no novo testamento. O evangelho mórmon o anjo moroni levou, pura mentira. Resumindo, pelos muitos erros de português jamais vc conseguirá analisar a verdade com profundidade. Sou ex Élder e conheço sua doutrina mais que vc. Se vc for uma pessoa humilde leia o; PELA BANDEIRA DO PARAÍSO pois isso poderá mudar sua vida totalmente e vc conhecerá a verdadeira historia dos mórmons. Neste livro tem provas de assassinatos e pedofilias cometidas pelos mórmons. Como conhecer se um profeta não é verdadeiro, segundo Joseph smith: se uma profecia do profeta não acontecer ele é falso. Pois vai aí um profecia do seu profeta, ele disse: QUE NÃO MORRERIA PELAS MÃOS DOS HOMENS no entanto ele foi morto em uma cadeia de cartage EUA, ou seja, mentiu. Resposta há um mormon

Luiz Eduardo Virgillino disse...

Sempre esteve muito claro para mim que Joseph Smith e o mormonismo é uma fraude ridícula!

Welliton Paulo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.